Como comprar PANELAS?

26 de abril de 2023

Na hora de escolher panelas para a cozinha, é importante levar em conta a durabilidade e qualidade do material para garantir que elas durem por muito tempo e mantenham a eficácia na hora de cozinhar. Existem muitos tipos de panelas disponíveis no mercado, cada uma com suas próprias características e benefícios.

Neste artigo, vou recomendar alguns tipos de panelas de acordo com sua durabilidade e qualidade. Além disso, falarei sobre as vantagens e desvantagens de cada material, para que você possa fazer uma escolha informada e adequada às suas necessidades e estilo de vida. A escolha das panelas corretas não só torna a cozinha mais eficiente, mas também pode economizar dinheiro a longo prazo, evitando a necessidade de substituir panelas desgastadas ou danificadas.

Veja também meu post sobre utensílios indispensáveis na cozinha!

Vamos falar de:
PANELAS ANTIADERENTES
PANELAS DE ALUMÍNIO
PANELAS DE AÇO INOX
PANELAS DE FERRO
PANELAS DE FERRO ESMALTADO
PANELAS DE CERÂMICA
PANELAS DE PEDRA
PANELAS DE VIDRO
PANELAS DE SILICONE

Leia mais: Como comprar PANELAS?

PANELAS ANTIADERENTES

close up shot of a person cooking an egg
Photo by cottonbro studio on Pexels.com

Se você tem panelas antiaderentes vou te dizer já: tá na hora de trocar.

Vamos aprender já: panela antiaderente é FRIGIDEIRA, pra ovos, panquecas e tapiocas.

Na década de 80 começaram a surgir os primeiros jogos de panelas antiaderentes no Brasil, e de repente o milagre da “panela que não gruda” entrou em todas as listas de presentes de casamento. Com certeza você consegue pensar em um exemplo de alguém que tem as mesmas panelas há décadas, todas descascadinhas por dentro…

Os revestimentos são muitos: Teflon, Starflon, revestimento marmorizado, acobreado…

Panelas antiaderentes são revestidas com materiais que evitam que os alimentos grudem na superfície, tornando a limpeza mais fácil e rápida. No entanto, com o uso frequente, esses revestimentos começam a desgastar ou descascar, expondo a superfície de metal por baixo. Quando isso acontece, a panela não só perde sua eficácia antiaderente, mas também pode liberar gases tóxicos – produzidos pela deterioração da própria cobertura.

Elas são feitas de alumínio revestido – e o alumínio é o metal mais barato que existe para fazer panelas. Estas panelas normalmente têm paredes muito finas – e o alumínio é um ótimo condutor de calor, o que quer dizer que ele aquece e esfria rápido. Isso faz pontos de calor intenso em lugares diferentes da panela – normalmente bem em cima do “anel” de fogo da boca do fogão – e faz queimar a comida no fundo da panela.

No geral panelas antiaderentes duram no máximo dois anos. Isso não é muito sustentável e nem muito econômico! Troque sem dó – e pesquise se existem programas de reciclagem de panelas na sua cidade.

Antiaderentes: APENAS FRIGIDEIRAS, que devem ser substituídas a cada 2 anos ou quando a cobertura antiaderente começar a manchar, descascar ou riscar!

A mesma coisa vale para qualquer tipo de cobertura antiaderente – marmorizado ou cerâmico por exemplo. Nenhuma destas coberturas vai durar muito tempo e sim, precisam ser substituídas.

Recomendações em Frigideiras Antiaderentes

Estas opções tem outros tipos de revestimento, como marmorizados ou cerâmicos, mas que seguem a mesma regra – são um antiaderente “gourmet” e também vão durar pouco tempo:


PANELAS DE ALUMÍNIO

Panelas de alumínio são o tanque de guerra em restaurantes, buffets e hotéis. Como é um metal barato você pode ter panelas bem grandes feitas de alumínio sem gastar tanto dinheiro – você encontra caldeirões de alumínio de até 300 litros. São panelas eficientes – raramente serão bonitas! É difícil até encontrar boas fotos de alguém cozinhando numa panela de alumínio pra ilustrar o post.

O alumínio é barato, mas ele também é “macio” como metal e deforma, entorta e amassa com o tempo. Bem cuidada uma panela de alumínio pode durar a vida toda mas com certeza vai apresentar as marcas de sua história. Também tem perigo de se você colocar a panela quente em uma superfície molhada ela entortar inteira. Entorta também se cair no chão.

O maior problema da panela de alumínio é queimar a comida – como disse antes o alumínio é um ótimo condutor de calor, aquece muito rápido, e vai ter muitos pontos de calor excessivo principalmente diretamente sobre o fogo – e a comida pode queimar e grudar no fundo.

Não é verdade que o alumínio das panelas é tóxico e “entra no seu sangue” com o tempo – isso é conversa de pessoas inescrupulosas que querem vender tratamentos para males que não existem. Cozinhar em panelas de alumínio também não causa câncer, nem Alzheimer, nem nada do gênero.

Veja este artigo checado: https://drauziovarella.uol.com.br/alimentacao/cozinhar-em-panelas-de-aluminio-nao-e-perigoso-para-a-saude-checagem/

O único risco (muito leve) é cozinhar alimentos ácidos (como cremes à base de limão, ou molhos de tomate, por exemplo) no alumínio porque o ácido reage com o metal e pode fazer a preparação amargar ou ficar esverdeada.

Se você tem panelas de alumínio pode ficar em paz – elas são ótimas. Mas precisa mexer a comida o tempo todo pra não queimar!

Recomendações em Panela de Alumínio


PANELAS DE AÇO INOX

green broccoli in stainless steel cooking pot
Photo by Castorly Stock on Pexels.com

Agora sim a gente entra nas panelas duradouras e práticas: panelas de aço inoxidável são relativamente recentes (20+ anos) e os preços têm caído consideravelmente. São muito duráveis: não deformam, não amassam, não enferrujam, não soltam partículas, não riscam, não entortam e não mancham.

Eu considero as panelas de melhor custo-benefício de todos – e bom custo-benefício quer dizer um investimento que vale a pena pela qualidade, não que é barato.

O fundo normalmente é uma camada tripla de aço – que distribui melhor o calor e deixa menos pontos quentes que queimam a comida. Elas também funcionam em fogões e cooktops de indução – que vão se tornar cada vez mais comuns nos próximos anos.

Meu jogo de panelas principal é de inox – e uso pra tudo. A única que não uso muito é a frigideira que veio no jogo, porque elas têm a desvantagem de grudar a comida – pois é. É por isso que frigideiras de ferro ou antiaderentes são melhores apenas neste caso!

Recomendações em Panela de Inox


PANELAS DE FERRO

tasty sweet skillet pie with ice cream at home
Photo by Caleb Oquendo on Pexels.com

Agora sim: estas são as mais duradouras, mais versáteis e mais seguras de todas as panelas – apesar de pesadas, certo? Pode perguntar por aí: panela de ferro é sensacional!

Elas normalmente são bem grossas e demoram mais pra esquentar, mas o ferro como um mau condutor de calor acaba distribuindo a temperatura super bem – menos chances de queimar, grudar no fundo e as caçarolas são ótimas para cozimentos de longa duração como carnes em molho e cozidos.

Eu tenho duas frigideiras de ferro que uso alternando e sempre tem uma em cima do meu fogão para usar de diversas maneiras. Bem cuidadas as panelas de ferro podem durar a vida toda. O importante aqui é manter a panela bem curada – protegida por uma camada de óleo para não enferrujar. Dá um pouco de trabalho, mas a cura bem-feita no ferro inclusive deixa a panela antiaderente com o tempo!

Eu ensino a fazer aqui:

Elas também podem ir ao forno sem problemas – inclusive para fazer pão!

Recomendações em Panelas de Ferro


PANELAS DE FERRO ESMALTADO

Essas são de sonhar a vida toda: lindas, duradouras, o esmalte funciona como uma camada levemente antiaderente e existem várias marcas bastante confiáveis, a Le Creuset sendo a mais famosa delas. Só precisa ter uma!

Eu tenho uma azul igual à da foto que uso muito para tudo: risotos, sopas, carnes, molhos, não importa. Acho uma panela extremamente versátil que vale o investimento porque vai durar a vida toda e você pode até deixar de herança para seu parente preferido. Ninguém encosta na minha!


PANELAS DE CERÂMICA

A cerâmica é argila modelada, seca, queimada em forno de cerâmica .em altas temperaturas, e esmaltada ou não. A diferença é que a origem delas é argila, e não um metal como boa parte das outras panelas. É muito provável que as primeiras panelas que a humanidade usou tenham sido de barro!

Aqui vão entrar também as nossas brasileiríssimas panelas de barro, super tradicionais.

Mas veja bem: panela de cerâmica é diferente de panela com revestimento cerâmico!

O revestimento cerâmico é um antiaderente gourmet: vai sair com o tempo também.

Panelas de cerâmica podem ser muito bonitas e duradouras – não riscam, têm paredes grossas e mantém bem a temperatura. São boas para cozimentos longos.

Recomendações em Panelas de Cerâmica


PANELAS DE COBRE

Olha… esta aqui é um sonho dourado, sem medo de fazer trocadilho bobo. O cobre é um excelente condutor de calor, o que quer dizer que aquece muito rápido, mas ele distribui melhor do que o alumínio, e é mais resistente a amassados e batidas. Dizem que melhor que panela de cobre, só panela de prata – para vocês terem uma ideia da preciosidade.

Muitas receitas tradicionais utilizam panelas ou tachos de cobre – mas ele tem dois problemas chatos: o preço e a manutenção.

O cobre é um metal bastante caro, então panelas de cobre além de difíceis de achar podem ter um preço proibitivo para a maioria das pessoas.

O outro problema é sua manutenção, já que oxida muito facilmente – o cobre reage com o oxigênio presente no ar – e começa a formar pontos verdes de azinhavre. A panela precisa ser areada, polida e seca quando utilizada para evitar esta reação.

As panelas de cobre modernas são revestidas internamente por uma camada de aço inoxidável justamente para evitar a formação de azinhavre, como é o caso da panela da foto.

Eu tenho uma pequena caçarola de cobre com um bico na lateral – é a clássica panela para fazer caramelo, que derrete o açúcar uniformemente sem pontos desiguais que podem queimar. É uma curiosidade apenas – e sim, é bem chato ter que polir a panela toda vez.

São lindas de morrer? Sem dúvida.

Recomendações em Panelas de Cobre


PANELAS DE PRESSÃO

Fonte: shutterstock

Vou confessar uma coisa pra vocês: eu não uso panela de pressão. Tenho medo e o barulho me deixa bem ansiosa. Sim, eu sei, tem travas seguras, tem as elétricas, etc, mas eu não costumo fazer preparos que pedem panela de pressão (tipo feijão, é falta de hábito mesmo).

De qualquer maneira, panelas de pressão requerem cuidados e manutenção! Acidentes acontecem com certa freqüência e todo mundo sabe uma ou mais histórias de panelas que explodiram e danificaram uma cozinha inteira ou machucaram alguém.

Se você tem uma panela com encaixe interno de tampa (as que tem a borracha), cheque para ver se a borracha não está ressecada, rachada ou arrebentando. TEM QUE TROCAR!

Eu sinceramente prefiro as que tem TRAVA EXTERNA, as que rodam a tampa – são um design mais novo e mais seguro, além de terem normalmente o metal mais espesso e mais resistente.

Cuidados com a panela:

1 – De olho na válvula
Segundo dados da Sindicato Indústria Artefatos de Metais Não Ferrosos de São Paulo (SIAMFESP), o não funcionamento da válvula de segurança é o principal motivo para as explosões. Para saber se a sua está em perfeito estado, observe se ela está soltando fumaça e fazendo barulho.

Além disso, se precisar substituir item, siga as instruções do fabricante à risca. A troca da válvula por acessórios não originais pode oferecer ainda mais perigo.

2 – Borracha novinha
Outro item que precisa estar em um bom estado é a borracha de vedação que fica na tampa. Se perceber que ela está ficando frouxa, é hora de trocar ou até mesmo substituir sua panela de pressão.

3 – Atenção ao tempo
Esquecer o utensílio no fogo é um perigo imensurável. Quando deixada por mais tempo que o necessário no fogo, a panela pode explodir. Por isso, quando a válvula de pressão começar a chiar, fique atento para retirar os alimentos no tempo correto.

4 – Limite
Use sua panela da forma correta, preenchendo até 2/3 de sua capacidade máxima com alimento ou água. Exceder esse limite pode causar entupimento das válvulas e até causar uma explosão.

5 – Espere para abrir
Outro erro muito comum relacionado a esse tipo de objeto ocorre na hora de abrir a panela. É preciso aguardar até que ela esfrie para retirar a tampa, e é por isso que muitas pessoas a colocam embaixo da água. Mas atenção: nunca deixe o pino de pressão em água corrente.

6 – Limpeza da válvula
A válvula de pressão funciona como uma espécie de aviso para o cozinheiro. Para se certificar que ela está em perfeito estado e evitar o entupimento, faça uma limpeza do item de tempos em tempos.

Fonte: IBRAFE


COM RESSALVAS: PANELAS DE PEDRA

Vejam bem: tem um grande elemento de tradição em Minas Gerais das panelas de pedra sabão. Assim como a panela de barro ela desempenha um papel importante na culinária regional e tem os seus usos tradicionais que devem ser preservados.

Ela tem vantagens? Tem alguma coisa: a pedra é um péssimo condutor de calor, o que quer dizer que assim como as panelas de cerâmica vai reter mais o calor e vai deixar a comida quentinha por mais tempo. A desvantagem é que vai gastar mais gás para aquecer, principalmente nos fogões simples e de chama fraca que a maioria de nós tem em casa. Ela é boa para cozimentos longos – que é justamente o caso de muitas receitas tradicionais de Minas Gerais, vejam só. A criação dos utensílios normalmente acompanha o desenvolvimento das receitas.

A ressalva é ultimamente nas mídias sociais o tanto de gente dizendo que panelas de pedra fazem algum tipo de milagre. A moda é grande. Tem gente aí prometendo maravilhas de panelas de pedra sabão – até que fazem bem pra saúde, que diminuem a perda de nutrientes… e nada disso é verdade.

O mercado também está sendo inundado de panelas de pedra sem origem comprovada que estão inundando o mercado com promessas absurdas – inclusive vindas da China.

As tradicionais panelas de pedra de Minas tudo bem. Se você sabe o que fazer com uma panela de pedra, quer uma na sua coleção, ótimo. Só não caia na historinha de que são melhores para a saúde e outras baboseiras inventadas pra vender produto.

Cuidado principalmente no que se refere à tal “panela de pressão”, que não faz pressão coisa nenhuma.

É impossível ter pressão em uma panela cuja tampa não tem trava!

A panela de pedra é apenas uma panela, gente. Não faz milagres.

Se você está sofrendo bombardeio de propaganda de panelas de pedra oriundas sabe-se-lá de onde, com promessas milagrosas? Não. Não caia nessa!


As não recomendadas

PANELAS DE VIDRO

Foram muito moda alguns anos atrás, com as propagandas dizendo que dava pra ver a comida dentro, isso e aquilo. Pra mim a maior questão é a segurança: cozinha não é lugar de vidro. Qualquer pessoa que tenha trabalhado em cozinha profissional sabe que vidro não deve chegar perto de fogão!

As panelas de vidro são de borossilicato,, que é o vidro de assadeiras, “refratários” e medidores tipo “Pyrex” e “Marinex”, que são marcas. Sim, o vidro dessas panelas é temperado – assim como vidros de janela de carro, que em vez de se estilhaçar em pedaços grandes e afiados vai quebrar em muitos pedacinhos pequenos e não-afiados – mas quando se está lidando com algo quente eu prefiro não ter o risco de carregar uma panela que pode quebrar inteira se cair.

A gente já sabe o cuidado que tem que ter pra tirar uma assadeira de vidro do forno – mas vc coloca lá dentro, assa e tira. Uma panela você segura, mexe dentro, tem que segurar pelo cabo… Não acho seguro.

Não me deixa confortável.

Tem algumas panelas bem grandes de vidro que vêm da China agora, com preços bem aceitáveis. Já vi videos de pessoas fervendo água para cozinhar massa dentro. Medo.

Tampas de vidro são outra história – normalmente o vidro é circundado por um anel de metal que a deixa mais segura. Aí tudo bem. Se cair também pode quebrar, mas melhor quebrar a tampa do que a panela inteira, certo?


PANELAS DE SILICONE

Esta panela existe para situações muito específicas.

Não é para ter em casa e cozinhar no dia-a-dia. Pode ser útil para trilhas longas, acampamentos e outras situações extremas onde espaço de armazenamento é muito importante, mas se tem algo que é um alerta de segurança é uma panela que não seja rígida. Lidar com água fervendo, frituras e outras coisas que podem causar acidentes e queimaduras sérias.

Só considere ter uma panela destas se você souber muito bem o que está fazendo. Não arrisque sua saúde e segurança por uma novidade bonitinha, por favor!


Chegou até aqui? Venha conhecer os utensílios indispensáveis na confeitaria!


Os links para produtos são de programa de afiliados e as vendas geram comissão para este site.

Join the Conversation

  1. Emanuel De Campos Leite says:

    Adorei o conteúdo! nunca imaginei que algum dia eu ia ler um artigo sobre panelas kkkk senti falta de recomendação de panelas de pressão e sobre o Alzheimer relacionado ao alumínio

    1. Vou incluir a panela de pressão!
      Quanto ao alumínio+alzheimer, é fake news de internet, já foi desmentido em diversos lugares, assim como a história de que desodorante com alumínio causa câncer de mama, e outras coisas do gênero. Pode usar tranquilamente!

  2. Luciana Federhen says:

    Oi!
    Talvez essa informação já esteja no artigo e eu deixei passar… mas gostaria de recomendação de panelas que sejam antiaderentes, grossas e que resistem a temperaturas muito altas. Minha mãe AMA fazer carne de porco em panelas, mas ela vai fritando e hidratando, até ficar num marrom escuro bem dourado, mas quase cobertas em banha, que acaba aquecendo bastante nesse processo. Não encontro panelas/woks que durem. as com revestimento cerâmico são guerreiras, mas se entregam também. Dicas? (Será que o esmalte das que são como a sua azul resistiriam um pouco mais, mesmo com maior temperatura por maior tempo?

    1. Oi Luciana, tudo bem? Infelizmente pra esse nível de temperatura nenhuma cobertura antiaderente vai durar muito. Pense num esmalte em cima da unha – são camadas de materiais diferentes coladas uma na outra, com o uso e o tempo descasca inevitavelmente! Pra fazer carnes assim eu recomendo usar panelas de ferro, que duram a vida toda, aguentam altíssimas temperaturas e podem ser curadas – tem o link aqui no post que ensina – pra ficar bem antiaderente. Pra fazer carnes as antiaderentes realmente não são recomendadas! A de ferro esmaltado pode ser uma ótima opção também, mas sem dúvida a de ferro normal é a mais indicada! Eu não uso a minha esmaltada pra temperaturas tao altas assim – fritar carnes “no seco” pode rachar o esmalte com o tempo!
      😊 Espero ter ajudado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
©2023 Caramelodrama • Carolina Garofani. Todos os direitos reservados
Close